Translate this Page

Rating: 2.7/5 (95 votos)




ONLINE
1





AUTOAVALIAÇÃO

1. Ao fazer compras na feira você costuma trazer para casa hortaliças com talos e folhas? 
2. Das dez dicas para o combate ao desperdício de alimentos vegetais, qual ou quais você achou mais estranha? Por quê?

 

3. Você costuma fazer pratos com aproveitamento total de hortaliças?
Com que frequência: sempre, às vezes, raramente? 

 

4. Você acredita que o ser humano tem poder de tornar o planeta mais sustentável se transformar seu comportamento?

 

5. Com base em suas respostas às questões anteriores, você diria que:

 

a) não costuma prestar muita atenção a esse assunto?

 

b) já é um consumidor consciente? 

 

c) ainda não é, mas está se empenhando para ser?

 

Cursos Online com Certificado

http://www.postmoney.com.br/share.asp?cp=1079900

 

 

 

 

 

 

 

 

http://beruby.com/br-1522585

Surpresa

 

http://www.publipt.com/pages/index.php?refid=anaalameida


A EDUCAÇÃO DO CAMPO
A EDUCAÇÃO DO CAMPO

http://images.comunidades.net/edu/educacaodocampodomacedo/images.jpg

Educação do Campo

A Edu­cação do Campo, cons­truída num es­paço de lutas dos mo­vi­mentos so­ciais e sin­di­cais do campo, é tra­du­zida como uma “con­cepção po­lí­tico pe­da­gó­gica, vol­tada para di­na­mizar a li­gação dos seres hu­manos com a pro­dução das con­di­ções de exis­tência so­cial, na re­lação com a terra e o meio am­bi­ente, in­cor­po­rando os povos e o es­paço da flo­resta, da pe­cuária, das minas, da agri­cul­tura, os pes­queiros, cai­çaras, ri­bei­ri­nhos, qui­lom­bolas, in­dí­genas e ex­tra­ti­vistas” (CNE/MEC, 2002).
        Ao in­vestir na Edu­cação do Campo, a Se­cre­taria da Edu­cação do Es­tado da Bahia as­sume o com­pro­misso com uma po­lí­tica es­pe­ci­fica que pos­si­bi­lite a uni­ver­sa­li­zação do acesso dos povos que vivem e tra­ba­lham no/ do campo a uma edu­cação que con­duza a eman­ci­pação deste seg­mento da po­pu­lação, num diá­logo per­ma­nente com os mo­vi­mentos so­ciais. O foco das ações está no en­fren­ta­mento de di­fi­cul­dades edu­ca­ci­o­nais his­tó­ricas, no pro­cesso de re­co­nhe­ci­mento da iden­ti­dade das es­colas e na cons­trução de um cur­rí­culo que atenda as es­pe­ci­fi­ci­dades dos povos.
     A fi­na­li­dade da Edu­cação do Campo, por­tanto, é ofe­recer uma edu­cação es­colar es­pe­ci­fica as­so­ciada à pro­dução da vida, do co­nhe­ci­mento e da cul­tura do campo e de­sen­volver ações co­le­tivas com a co­mu­ni­dade es­colar numa pers­pec­tiva de qua­li­ficar o pro­cesso de en­sino e apren­di­zagem.

 

http://escolas.prod.educacao.ba.gov.br/sites18-02-2014

Fonte ;http://escolas.educacao.ba.gov.br